Fraude de Boletos: como identificar e quais providências tomar

Por

A fraude de boletos e outras formas de phishing trazem
prejuízos para consumidores e empresas.
Descubra como identificá-los para não cair nessa armadilha.

Ao realizar transações financeiras no mundo virtual, seja na sua empresa ou na vida pessoal, você corre o risco de ser alvo de criminosos que criam sites, emails, mensagens e boletos fraudulentos para extrair os seus dados pessoais e usá-los indevidamente.

Esses golpes praticados no ambiente on-line recebem o nome de phishing — cujo objetivo é roubar os dados das pessoas ou receber pagamentos através de boletos falsos. Os criminosos usam a estratégia de se passarem por empresas conhecidas para convencer as pessoas a digitar senhas do cartão do crédito, CPF e outros dados pessoais.

A fraude de boletos é uma das formas mais nocivas desse tipo de golpe, pois dificilmente a vítima conseguirá reaver seu dinheiro. No entanto, além dele existem outros tipos de phishing e é preciso conhecer como eles ocorrem para conseguir identificá-los e não ser a próxima vítima. Pensando nisso, preparamos esse texto com dicas de segurança para você se prevenir. Confira!

Cheque seus emails antes de abrí-los

Uma das formas mais comuns de phishing é o envio de e-mails falsos, com links que solicitam dados pessoais — como CPF, número e senha de cartões. Em geral, ao clicar neles, a pessoa é direcionada para sites falsos de empresas, muito parecidos com os originais e, ao digitar essas informações, elas são roubadas pelos criminosos.

Por isso, antes de abrir um e-mail que contenha algum link, verifique sua origem. Em caso de dúvidas, não abra e contate a empresa, se preciso, para checar se o e-mail foi enviado por ela. Embora os sites falsos pareçam muito com os reais, é provável que contenham pequenos erros de ortografia ou outros sinais que dão indícios de golpe, como a existência de links que direcionam para outros sites.

Fique atento às mensagens de texto SMS

Outra forma muito comum de phishing é o envio de mensagens de textos — SMS — com anúncios e ofertas imperdíveis que, para acessá-las você precisa clicar em um link e inserir seus dados pessoais. Muito cuidado! A maioria das empresas não realiza esse tipo de procedimento — se você receber uma mensagem dessa é muito provável que seja um golpe.

Não forneça dados pessoais ao receber ligações telefônicas

Fora do ambiente on-line, o golpe pode ser aplicado através de uma ligação telefônica. Os criminosos ligam para as pessoas se fazendo passar por empresas e solicitam seus dados pessoais. Na maioria das vezes, dizem se tratar de um procedimento para trocar a senha do cartão e pedem para digitar a antiga e inserir uma nova. Nunca faça isso, a não ser se for você que tiver feito a chamada procurando a empresa para algo do tipo.

Cuidado com os sites falsos ao realizar buscas na internet

Até mesmo para fazer uma pesquisa no Google é preciso estar atento ao phishing. Sites falsos muito semelhantes aos originais são criados pelos criminosos e você pode se enganar facilmente. Para ter certeza de que está navegando em um site confiável, verifique se o prefixo exibe “https”, pois o “s” no final garante que o site é seguro.

Evite usar computadores compartilhados

Em alguns ambientes, como na faculdade ou em um cyber café — por mais raros que sejam atualmente — o uso dos computadores é compartilhado. Caso seja necessário usá-los, faça somente pesquisas ou digitação, mas nada de compras e transações onde precisa inserir seus dados pessoais, como o número do cartão de crédito e senha.

Fraude de Boletos

Outra forma muito comum desse tipo de golpe — talvez a pior delas, por não ter como reverter a situação — é a falsificação de boletos bancários. Muitas pessoas utilizam esse recurso para realizar pagamentos ou fazer compras pela internet, mas esse não é um método seguro, nem de longe.

O boleto fraudado traz prejuízos para consumidores e empresas e, para evitar cair nesse golpe, a melhor opção é usar o cartão de crédito. Caso exista algum problema com as compras feitas com cartão, é possível reverter o prejuízo, entrando em contato com as operadoras ou com os bancos. No caso dos boletos, não tem como reaver o dinheiro que foi  desviado para a conta de quem cometeu o golpe.

Como as soluções da BPP ajudam você e a sua empresa a evitar o phishing

Agora que você já sabe quais os tipos mais comuns de phishing e como evitá-los, precisa conhecer as soluções da BPP para realizar pagamentos, compras on-line ou qualquer transação financeira com muito mais segurança, seja para sua empresa ou para você.

O BPP Corp, por exemplo, é uma solução digital completa que facilita o gerenciamento de custos da sua empresa e agiliza a comprovação de gastos corporativos em uma plataforma segura. Se quiser saber mais sobre esse produto, clique aqui.

O Cartão Virtual Pré-pago Digital Visa é feito para que pessoas físicas realizem transações em aplicativos e sites do mundo inteiro sem precisar de um cartão físico. É muito simples, basta escolher a moeda e realiza a sua compra em sites nacionais com saldo em reais ou internacionais com saldo em dólares.

O Cartão Pré-pago Digital é 100% virtual — o que elimina o risco de fraudes e ainda conta com toda a estrutura da bandeira Visa e da BPP. Após comprar o cartão, você recebe seu número por e-mail e já pode usá-lo na função crédito.

A BPP é uma instituição de pagamento integrante do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) e regulamentada pelo Bacen, com um grau de solidez tão ou mais seguro que os bancos, devido às exigências de lastro e impossibilidade de alavancagem por meio de empréstimos.

A fraude de boletos e outros tipos de phishing podem ser evitados seguindo as dicas que tratamos nesse artigo, mas se você quer realizar transações financeiras com mais segurança, pode optar por uma de nossas soluções digitais. Entre em contato conosco e conheça todos os nossos produtos.

Veja também

Deixe seu e-mail e receba nosso conteúdo

A BPP é especialista em meios de pagamento inteligentes.

Seu e-mail não será publicado em outros canais.