As fintechs estão revolucionando a vida financeira das empresas

Por

As fintechs estão revolucionando os serviços financeiros por meio de tecnologias que colocam em cheque velhos modelos de negócios e instituições financeiras tradicionais.

Vivemos na era pós digital, onde a praticidade é cada vez mais valorizada e acessível com a expansão da tecnologia. As startups de Fintech são algumas das organizações que mais crescem, no Brasil e no mundo, atingindo um grande número de pessoas e empresas e elevando o nível dos serviços financeiros.

O nome Fintech deriva do termo Techno Finance (tecnologias financeiras) que se refere às novas tecnologias que permitem a automatização de processos e melhoram a vida financeira das organizações.

As fintechs oferecem serviços que vão desde empréstimos peer-to-peer a crowdfunding e representam uma ameaça aos bancos tradicionais. Um mercado emergente que atinge e transforma de forma significativa a vida financeira das empresas. Quer saber mais? Continue lendo o texto.

O que é uma Fintech

As fintechs são as startups do mundo financeiro e fazem parte do cenário da nova economia. Estão revolucionando os serviços financeiros e simplificando a vida das empresas ao proporem uma inovação tecnológica no setor. Dessa forma, se tornam, cada vez mais, grandes concorrentes dos bancos tradicionais.

As fintechs criaram um novo ambiente tecnológico, juntando a área das finanças com a  tecnologia, democratizando o acesso aos serviços financeiros e simplificando processos. As transações financeiras que antes eram feitas somente em agências bancárias, são realizadas de forma online, com rapidez, praticidade e segurança.

Os bancos tradicionais já entenderam o risco que as fintechs representam e se esforçam para acompanhar a evolução que elas propõem. Segundo uma pesquisa da CB Insight, as empresas de tecnologia financeira (fintechs) levantaram U$ 39,57 bilhões de investidores globais em 2018, 120% acima do ano anterior.

Como as fintechs transformam a vida financeira das empresas

Novas oportunidades

As fintechs propõem uma nova forma de atuação no mercado financeiro: descomplicam as transações financeiras — que são feitas online — e reduzem os custos. Dessa forma, ameaçam os bancos tradicionais que já perceberam a ameaça e se defendem lançando braços digitais, mas não conseguem impactar os clientes como as fintechs, que têm serviços melhores.

A redução dos custos se dá, principalmente, pela estrutura das fintechs ser mais enxuta, favorecendo também a agilidade dos processos e a melhor adaptação às demandas das empresas.

Inclusão financeira

As fintechs eliminaram burocracias e restrições dos bancos e, dessa forma, propiciam a inclusão financeira. Pessoas de baixa renda e empresas de pequeno e médio porte, que não eram foco das instituições bancárias, têm mais lugar nesse novo ambiente proposto pelas fintechs.

Abrir uma conta digital e ter um cartão ficou muito mais fácil e tudo pode ser feito online, com taxas menores que as dos bancos e com atendimento diferenciado. As fintechs criam uma nova realidade financeira: mais inclusiva, na medida que facilita a vida financeira de empresas que não conseguiam créditos em bancos tradicionais.

Soluções digitais

As empresas de tecnologia financeira, muitas vezes, se concentram em apenas um serviço, mas passam por todas as áreas de finanças: de pagamentos a empréstimos, de seguros a bancos e gestão de ativos, ao uso de ferramentas tecnológicas para apoiar procedimentos de ajuste, conformidade, regulamentos e leis.

A tecnologia aplicada ao financiamento melhorou os serviços prestados aos clientes, modificando a interação com o dinheiro e, ao mesmo tempo, tornando as empresas mais eficientes.

Fintechs: a silenciosa revolução digital

Dada a velocidade com que o panorama tecnológico e de serviços está mudando, não é fácil arriscar previsões sobre o futuro. No entanto, algumas tendências podem ajudar a imaginar as possíveis evoluções do setor, como o blockchain, a inteligência artificial, a biometria, o Open Banking, entre outras.

Não foi à toa que o Financial Times definiu o cenário das fintechs como “a silenciosa revolução digital”. No campo dos investimentos, a tecnologia está permitindo uma redução de barreiras, assim como robôs ou plataformas de crowdfunding, estão abrindo caminho para pessoas e empresas interessadas em investimentos alternativos.

As fintechs trazem uma inovação tecnológica que transforma a estrutura do mercado financeiro de tal forma que, para sobreviver e competir com os novos modelos de negócios, as empresas precisam entender essas inovações digitais.

A BPP melhora a vida financeira das empresas

A BPP é uma Instituição de Pagamento, um empreendimento financeiro, uma fintech. Nosso modelo de negócio é enxuto e se destaca no mercado financeiro do Brasil no segmento de pagamentos comerciais.

Nosso foco sempre foi a inovação e nosso objetivo é criar soluções que atendam às demandas das empresas de reduzir custos, facilitar os processos e a gestão financeira. Usamos a tecnologia para criar soluções inovadoras que simplificam as transações financeiras realizadas pelas empresas.

As IPs trouxeram transparência e flexibilidade para o mercado de pagamentos no Brasil e contribuem com a expansão no setor. A BPP possui o certificado do BACEN e é tão ou mais segura que os bancos tradicionais.

O Banco Central estabelece normas rígidas na atuação das IPs, que precisam ter um alto nível de segurança. A certificação das Instituições de Pagamentos e o controle de sua atuação, proporcionam segurança e agilidade para os clientes, em todos produtos e serviços oferecidos.

As fintechs estão revolucionando a vida financeira das empresas e a BPP faz parte dessa transformação. Conheça nossos produtos e serviços e acompanhe a inovação tecnológica da nova economia.

Veja também

Deixe seu e-mail e receba nosso conteúdo

A BPP é especialista em meios de pagamento inteligentes.

Seu e-mail não será publicado em outros canais.